Há dois tipos diferentes de instituições de educação infantil no Japão: as Creches (Hoikoen) e os Jardins de Infância (Yochien). Agora você poderá saber quais são as diferenças entre ambas.

Tanto as creches como os jardins de infância podem ser públicos ou privados. A diferença em relação ao Brasil é que nos dois casos, independente de serem públicas ou particulares, há cobrança de mensalidade.

A maioria das creches no Japão são públicas (Kooritsu Hoikoen), mas existem também creches particulares (Minkan Hoikoen). As creches aceitam crianças a partir de seis meses até os cinco anos de idade. 

Creche Públicas – Kooritsu Hoikoen

Matrícula

A matrícula para as creches deverá ser feita na Prefeitura, e o período de matrícula vai variar de acordo com a cidade, mas, se houver vagas disponíveis, poderá ser aceita em qualquer época do ano.

Para efetuar a matrícula terão prioridade as crianças que tiverem tanto o pai quanto a mãe trabalhando fora, ou quando há algum problema que impeça ou dificulte os pais de cuidarem da criança em casa, como por exemplo um membro da família que esteja doente.

Os documentos necessários para a matrícula na Prefeitura são:

  • Comprovante de trabalho;
  • Comprovante de renda;
  • Declaração de Imposto de renda do ano anterior;
  • Documentos da crianças.

creche no japão - crianças

Mensalidade

A mensalidade das creches públicas varia de acordo com a renda familiar, apurada pela Declaração de Imposto de Renda do ano anterior.

Caso a renda familiar seja alta, o preço pode ser similar ao de uma creche privada, ou seja, entre 15 e 50 mil ienes. Mas em caso de famílias de baixa renda o valor é reduzido e há possibilidade de isenção de pagamento.

No caso de famílias com três filhos ou mais, o valor também diminui. Neste caso o primeiro filho paga a mensalidade integral, o segundo paga somente a metade e do terceiro em diante não há cobrança. Mesmo se os filhos mais velhos já estiverem cursando o Ensino Fundamental ou Médio, haverá a isenção de mensalidade a partir do terceiro filho.

Horários

O horário normal de funcionamento das creches públicas costuma ser de 8 da manhã até as 17 horas, porém, para mães que trabalham fora é possível deixar a criança a partir das 7h30 da manhã ou até mais cedo.

Algumas creches no Japão determinam horários diferentes no caso de mães que não trabalham fora, com entrada às 8h30 e saída às 16 horas. Caso seja necessário que a criança fique até mais tarde por causa do horário de trabalho da mãe, é possível permanecer até às 19 horas, mas será cobrada uma taxa extra. 

Estes horários são os mais praticados, mas podem variar de uma creche para outra.

creche no japão - letras

Creche Particulares – Minkan Hoikoen

Dentre as creches particulares existem as que são autorizadas pelo governo e também as não autorizadas. As primeiras recebem subsídios do governo, mas também cobram mensalidade.

Matrícula

Nas creches particulares autorizadas o procedimento para matrícula é semelhante ao das creches públicas, porém sem a exigência de ambos os pais trabalharem fora.

Para as não autorizadas, não há requisitos ou período de matrícula determinados e qualquer procedimento é feito diretamente no local, sem envolver a Prefeitura.

Mensalidade

As mensalidades nas creches particulares variam, em média, entre 50 e 80 mil ienes.

Horários

O horário de funcionamento costuma ser de 8 da manhã até as 17 horas, mas pode variar entre uma instituição e outra.

A maioria das creches privadas aceita cuidar de crianças em horários prolongados mediante pagamento de taxa extra. Algumas chegam a funcionar vinte e quatro horas por dia para atender pais que trabalham em período noturno.

Jardim de Infância (Yochien)

Os jardins de infância (Yochien) em geral são particulares, mas em algumas cidades existem Jardins de Infância públicos.

Os Yochien aceitam crianças somente a partir dos 3 anos de idade. O horário é, normalmente, de 9 às 15 horas. Por isso este tipo de instituição é mais adequado para mães que não trabalham ou trabalham em casa, e também para as mães que trabalham meio período.

No caso dos jardins de infância públicos a matrícula é feita na Prefeitura sem muita burocracia. As mensalidades variam de acordo com o município, podendo ir de 10 a 40 mil ienes.

As particulares têm suas próprias datas de matrícula e cobram mensalidades mais altas, neste caso a matrícula deverá ser feita no local.

Educação Infantil de Qualidade

Independente de ser creche ou jardim de infância a educação infantil no Japão é de alta qualidade. O foco principal é a socialização e são feitas atividades culturais, de integração e lazer.

As professoras costumam ser atenciosas e bem preparadas. Além disso a estrutura física das instituições de ensino é espaçosa e adequada às atividades infantis.

Para saber mais sobre o dia a dia das Escolas no Japão clique aqui. 

 

 

error: Conteúdo Protegido. Agência Haru.
× Sou descendente e quero conversar com a Haru